sexta-feira, 8 de abril de 2011

Lonjura
Se te perguntarem quem descascou as pedras e hoje atira os seus gomos contra os rios que se recusam a fazer amor com as palavras, diz-lhes que não estou. Saí. Fui mergulhar as mãos noutro lugar perto da tua ausência. De que serve, agora, tentar escrever uma gota d´água sem molhar os dedos?

Palavras são corpos em solidão…

Fui aprender a fotografar lábios escritos em pedras tão pesadas como se tivessem mil beijos dentro. De que vale lonjuriar memórias, o tempo encarregar-se-á de apagar as ruas que deixaste espalhadas pelo chão.

Hoje, regresso-me pelos meus próprios passos…

Se te perguntarem se há por aí poesia que não seja apenas isto, conta-lhes a verdade. Atira os versos imaturos para o armário ou larga-os no fim da página. Longe, muito longe como se a distância fosse uma gaveta fora do lugar. Diz-lhes com toda a tua voz: “Aqui é o meu poema!”

Distância é o momento mais perto de ti…

23 comentários:

OUTONO disse...

Na distância de um milímetro cabe um diâmetro terrestre de palavras, onde apenas portagem a portagem, se perdem enleios, que se ganham depois nos trilhos do almejo.

Excelente "caminhar"

Um abraço

Lara Amaral disse...

O poema é bem guardado assim, pelos ares, aos olhos sensíveis de quem sabe ler.

Beijo suave.

ღPat.ღ disse...

Aqui é o meu poema!

Um grande beijo querido Poeta!

Dica Cardoso disse...

Singelo,pleno,repleto de sensibilidade...Em palavras como essas,a distância inexiste e almas de encontram!

Paz no coração!

Tatiana disse...

Com olhos e ver... Digo que aqui fui além das linhas e vi que um coração abre-se para o mundo.

Um abraço carinhoso

Susana disse...

Simplesmente espectacular e envolvente.
Gostava de ouvir as suas opiniões no meu espaço.
http://arte-poetica-ss.blogspot.com
SusanaSousa

Walquiria disse...

Puxa que lindo! Arrepiei-me. Qta beleza e sensibilidade.


"Distância é o momento mais perto de ti…"

Perfeito!!!(suspiro)


Bjs doces

Pena disse...

Oh, Extraordinário e Genial Amigo:
Tudo aqui fascina e maravilha com o seu talento ímpar.
MUITO OBRIGADO pela sua simpatia que registei no que sou.
Bem-Haja, pela magia fabulosa com as palavras.
Abraço forte de uma amizade sincera.
Deslumbra em tudo o que concebe.
Com respeito e sempre a admirá-lo

pena

Notável.
Adorei.
É fantástico.

Mgomes - Santa Cruz disse...

Amigos: Se há coisas bem guardadas são os poemas, são guardados pelos olhos sensíveis de quem sabe e pode ler estais coisas lindas chamadas de poemas.
Um abraço
Santa Cruz

Livinha disse...

Poema forte, preciso das horas de um dia mostrando-se inexatas, para as exatas de agora...
Palavras diluidas em águas, que choram...

Lindo e forte. perfeito!

Obrigada pela visita em meu recanto. recanto este em princípio, um alojamento de mimos que tenho por suspenso, por carregar demais o meu outro recanto: http://livinha27.blogspot.com/ onde exponho meus poemas...
o que seria um prazer receber-te por lá.

Abc

Livinha

Bruno Rafael disse...

há algum tempo que sigo o teu blog!
E continuo a dizer o que penso já te ter dito sobre a tua poesia!!!!
Delicioso :-)
Abraço

Areia às Ondas disse...

Sempre, sempre, sempre a ires mais longe. Sempre, sempre, sempre a tocares as pessoas. :)

. intemporal . disse...

.

.

. que dizer de um dizer que há tanto é poético e pictórico .

.

. talvez do raciocínio possa re.nascer o juízo dos loucos .

.

.

. nunca abandones a palavra solitária .

.

. grande . grande abraço .

.

.

Graça disse...

Se perguntarem, eu digo: escreves como ninguém!


Beijo nosso, meu querido amigo.

Mi Satake disse...

Hedu!

Prazer imenso te conhecer, receber em meu blog, tua visita tão agradavel!

No corre corre do meu dia, arranjei espaço pra essa visitinha curta, mas volto com certeza pra ler seus posts!

Papoila - BF disse...

Aqui há tanto sentimento. Adorei

BF

Daniel Savio disse...

Tomar para si um sentimento, mesmo que seja a particula de algo que se foi, envolve muita responsabilidade, seja para entender que o sentimento compartilhado se torna algo novo e que evolui...

Fique com Deus, menino ParadoXos.
Um abraço.

José Sousa disse...

Querido amiga!
Sempre que venho encontro um belo trabalho e este é um belo poema, até me arrepiei! Adori mesmo muito, parabéns!

Siga-me em minha história de vida,
Quero ver você láo meu novo:
"Transpondo Barreiras"

Um abração e bela semana.

FlorAlpina disse...

Palavras são corpos em solidão!

Distância é o momento mais perto de ti…

Simplesmente Lindo!

Bjs dos Alpes

sonjita disse...

Todas as gotas de água merecem que cada dedo nosso se molhe...
Está fantástico o texto... já tinha saudades de te ler ;)

beijo

Diego Schaun disse...

Gostei muito de teus escritos. Forte abraço. Boa tarde!

Diego Schaun
http://palcomp3.com/diegoschaun
http://diegoschaun.blogspot.com
Twitter: @diegoschaun

Diego Schaun disse...

Gostei muito de teus escritos. Forte abraço. Boa tarde!

Diego Schaun
http://palcomp3.com/diegoschaun
http://diegoschaun.blogspot.com
Twitter: @diegoschaun

... disse...

sim... vou dizer que saiste. que sofres de lonjuras... que estás a aprender a viver com a distância que neste momento é o único modo de a teres perto. sim... digo a verdade. digo que tu atiras poesia por todos os poros. digo que a distância não está no armário... digo-te com a minha voz este blog é muito diferente. é bom. sabe bem.

:)