quinta-feira, 15 de maio de 2008

360 graus de silêncio

Atrevimento para esculpir vocábulos delicados, atrevimento para pintar fábulas vertiginosas calcadas por uma sólida crença de esperar por mim, retalhos que mordem as linhas tortas incertas por verdades que só Deus me pode revelar, ilustrações polvilhadas com pólvora verbal, episódios poéticos ainda que imperfeitos e descartáveis como uma verdade que amanha será outra coisa, fábulas paridas de uma inspiração febril e desobediente, fulgurante e impaciente...
Enquanto espero...
Não me falte nunca atrevimento e ousadia para cuspir palavras ásperas e incorrigíveis. Não me falte nunca um farol para me manter bem acordado, bem ancorado na realidade. Que não me falte nunca um poema na linha da frente do meu combate. Não me falte nunca a tua ausência nem as partes íntimas de um pecado qualquer sem piri-piri. Nunca me faltem as noites em que empresto bocadinhos de mim ao exercício maternal de dar à luz 360 graus de silêncio.

Mesmo que um dia cometam o delito de chegar tarde ao meu enterro ainda me encontrarão em vida. Interminavelmente próspero!!

123 comentários:

Carla disse...

atrevo-me a invadir os teus 360º de silêncio para te dar os parabéns pelo ritmo alucinante deste teu texto...fabuloso
beijos sonoros em forma de delito

EDUARDO disse...

Carla

Obrigado pelo delicioso delito fraternal... É evidente que a sentença só poderia ser:
Amizade perpétua! :-)

Beijão em ti, amiga!

NAELA disse...

Eduardo os teus 360º de silêncio é um desafio delicioso! Tomo a liberdade de entrar sem pedir licença;)
Deixo-te um beijo em silêncio!

EDUARDO disse...

Naela

Com toda a licença, a casa também te pertence!

360 beijinhos graúdos, bem doseados! :-)

Diva disse...

Teu atrevimento corre em ritmo de vida pelas palavras e pelos 360 graus de vida. Atrevo-me a responder, atrevo-me a seguir-te os passos.
Trilhos atrevidos, diga-se de passagem. Belo texto.
Bjs meus

EDUARDO disse...

DIVA

Vou DIVAgando em 360 rotações poéticas! um beijão que sobe os degraus e os graus deste texto!

:-)

Xinha disse...

1 beijo a 360º gritantes:)****

EDUARDO disse...

XINHA

A tua presença já é um bálsamo neste canto!

beijão em ebulição verbal!

Adriano DiCarvalho disse...

E que não me falte a oportunidade de sempre ler PARADOXOS. É sempre uma grata surpresa visitar seu blog e desfrutar dos seus escritos, parabéns!!

"360 graus de silêncio". Há algo mais poético? Não creio...

Abs, amigo.

Vieira Calado disse...

Gostei do texto: modernaço e vivo!
Um abraço

Val Du disse...

Então...viva você!
Sempre e para sempre em palavras vivas.

Beijos

Arnaldo Reis Trindade disse...

Que não me falte forças para refugiar-me no mais belo dos palácios do mundo, no palácio das palavras,que não me falte forças para entrar na mente dos homens e tentar desifrar e indecífravel e que não me falte a visão para que sempre possas co ntemplar palavras de tão doces e intrigantes curvas como as que o meu amigo Eduardo vens a escrever para total extase de todos que as leêm.


Abraços de um velho amigo.

EDUARDO disse...

Adriano Dicarvalho

Mais um documento íntimo expulso de dentro para fora... Aqui está, bem vivo!!

Aquele abração em silêncio audível!!

EDUARDO disse...

VIERA CALADO

Sim, vivaço e com vitalidade pra dar e reler...

:-)

abraços amigo!

EDUARDO disse...

VAL DU

360 toneladas de beijinhos pra ti amiga Lady :-)

EDUARDO disse...

ARNALDO R. TRINDADE

Obrigadão pelas palavras tão poderosas!

de facto, são... humm "ilustrações polvilhadas com pólvora verbal"

Só para maiores de poeticidade! eheh

Abraço explosivo em amizade :-)

Shakti disse...

360 graus de silêncio bem dados ...

Quando se dá uma volta de 360 graus passasse por etapas ...enumeras etapas que nos ajudam a aperfeiçoar...

Bonito silencio totalmente dobrado !!

Um bj

biazinha disse...

O silêncio tem mensagens que poucos conseguem ouvir.

Bjuxxx.

^^

EDUARDO disse...

SHAKTI

Não me falte nunca a tua presença!
Obrigado pela temperatura agradável que deixas aqui!

beijinhos fraterno

EDUARDO disse...

BIAZINHA

Todos caminhamos ao encontro do silêncio. Então... haja muito barulho enquanto os tambores explodirem de vida!

Teu beijo! :-)

Bandys disse...

Eduardo, Estou adorando teus escritos...
Beijos

Camilinha disse...

é um texto com cadência e ritmo... gostei muito...

beijos daqui...

Pena disse...

Estimado Amigo:
Um encontro existencial com o silêncio poderoso que não se remete à solidão. Ao eterno sentir e ao eterno ser. Uma espera vivida através de um farol esperançoso.
Uma falta sentida e profunda que expressa admiravelmente com o seu soberbo pensamento e palavras ou vocábulos rebuscados no infinito do seu eu genial.
Sabe, é um admirável e notável Ser Humano que tudo encontra no pecado ausente em si.
Parabéns sentidos e sinceros.
Adorei!
Um texto majistral e sublime.
Eu não seria capaz de o conceber com esta poderosa sensação de plenitude. Talentoso e incrível de significação pura.
Abraço grandioso de estima e respeito

pena

Justine disse...

Não te falta seguramente a arte de manipulares delicadamente as palavras, de fazeres delas uma renda subtil e significativa.
Parabéns

Baraújo disse...

as voltas e baldrocas que o silêncio dá... pulvilhado pela sapiência "palavril"...



por cada "não me falte" que dizias. só apatecia fazer um brinde... para que assim fosse.

um abraço.

Nadezhda disse...

"Não me falte nunca atrevimento e ousadia para cuspir palavras ásperas e incorrigíveis".

Queria ter menos atrevimento pra isso.

;)

EDUARDO disse...

BANDYS

Até me sinto culpado por teres adorado :-)
Sabes, não é grátis mas é gratisficante! :-)

EDUARDO disse...

CAMILINHA

Não nos faltem nunca excessos moderados para conquistar a vida das palavras e dos actos de uma ponta à outra!

beijão teu!

EDUARDO disse...

PENA

Tens sempre um apurado sentido crítico, um expressar coerente e entusiasmante, amigo, as tuas palavras amplificam o entendimento que eu tenho do próprio texto!

PODEROSO abraço amigo!!

EDUARDO disse...

JUSTINE

Obrigado por reagires tão emocionada-mente e me indicares o teu parecer...

...parecer sempre por aqui, tá?

:-)

EDUARDO disse...

BARAÚJO

Grande BRINDE!!!
Brindemos a esta realidade móvel das palavras com as quais nos identificamos.

abraços brindados com o nectar de Baco :-)

EDUARDO disse...

NADEZHDA


Eu também já fui menos expansivo. no entanto, eis-me aqui, atreVIDAmente arrojado... sem vírgulas na língua!!

ATREVE-TE. Não te traves.

Beijão!

sinhã, a. disse...

brutal, esta cuspidela. :-)

EDUARDO disse...

SINHÃ.A.

Obrigado amiga, ha que cuspir e despir a palavra ca para fora...

brutalmente, suave... :-)

pin gente disse...

vivacidade ângulo após ângulo.
abraço
luísa

Claudia Perotti disse...

E que assim seja!

Brilhante!

Beijinhosssssssssss

MARIA MERCEDES disse...

Como sempre, caro amigo, o silêncio contém a promessa da palavra. E a palavra é a ausência do silêncio.

Mais um paradoxo. Circular, neste caso!

beijinho

Paula disse...

Que nunca nos falte tudo isso!!!!
E o silêncio pode ser compensador embora eu pessoalmente por vezes enlouqueça com ele quando é sinónimo de indiferença!!

Abraço

Arnaldo Reis Trindade disse...

Recolho-me ao silêncio,pois sou incapaz de vencer a tí em uma luta de músicas e poemas,sou alguém que hoje luta para sair do silêncio e ir de encontro apenas aos sons do vento ao passear entre as flores e folhas das mais belas árvores e a música que vem dos mares,pois sei que estes são os sons mais antigos que existem e deles vem toda a nossa paixão pelo,quase inconsebível silêncio,pois o silêncio nada mais é do que o momento em que tudo para para ouvir os sons dos mares e do ar.

Abraço
de alguém que adimira e vem aprendendo muito com os teus escritos.

Alma Nova ® disse...

Atrevimento...para Ser, sonhar e arriscar a imensidão de quereres que nos preenchem o viver.

Nilson Barcelli disse...

A verdade é que este teu texto te revela como poeta (desconheço se também escreves poesia, mas vou já ver...).

Continua a atrever-te.
Vale a pena.
Para ti e para nós.

Bfs, abraço.

EDUARDO disse...

PIN GENTE

Amiga obrigado por tudo e... por todos os ângulos através dos quais vens ler os meus silêncios ruidosos :-)

mundo azul disse...

Gostei! Há emoção em suas palavras...Isso, nem sempre acontece.
Beijos e muita luz! _Zélia.

EDUARDO disse...

CLAUDIA PEROTTI

Que brilhem sempre as estrelas que dão luz aos nossos caminhos...
obrigadão... beijinhos resplandescentes :-)

EDUARDO disse...

MARIA MERCEDES

Nota 20 para os teus paradoxos circulares, aliás, nota 360 graus, és da escala superior!!

EDUARDO disse...

PAULA

Geralmente faço mais barulho quando me calo, por isso exteriorizo as minhas interioridades.

um beijão no teu interior! :-)

EDUARDO disse...

ARNALDO R. TRINDADE

Amigo, o teu comentário já é um POEMA!!!

GRANDE abraço, grato pelas palavras de apreço e consideração!

EDUARDO disse...

ALMA NOVA

"Atrevimento...para Ser, sonhar e arriscar a imensidão de quereres que nos preenchem o viver"

Disseste tudo!!

um beijão preenchido com a tua amizade!

EDUARDO disse...

NILSON BARCELLI

Na verdade, não sei se é possível distinguir a poesia e um poema. há poemas que não têm poesia mas... enfim... valha-me a prosa poética.

Gostava de um dia aprender a escrever poesia!! ou melhor, poemas. penso que é uma questão de forma e não de substância. mas lá chegarei, espero...

aquele abraço amigo forte e robusto!! :-)

EDUARDO disse...

MUNDO AZUL

Sabe bem partilhar as emoções, mesmo em silêncio...

É proibido falar... quando acontece o beijo!

Beijo azul :-)

Paula disse...

Belo texto... Lindo blog...
bjs

EDUARDO disse...

PAULA

Tanks pela passagem por aqui... bilhete de ida e VOLTA, sempre... :-)

BEIJO amistoso!

Suzana disse...

O ritmo em que li tirou-me o folÊgo!
Foram 360 graus de puro delirio!
Lindo.

bjs

Suzana

e.t.: Obrigada pela visita
Poética sem Métrica

Tinta Azul disse...

o in [pacto] das palavras...
giro 360º para as reler.
Páro de 90º em 90º para as sentir
rectas aos sentidos.

~pi disse...

onde as palavras se voam:

vivas

brilhantes

e

palpáveis! :)






~

lua prateada disse...

Nas amarguras da vida
Há sempre um quê de nós
Que nos avisa, que nos diz
"Como és querida"!...

Mas tais palavras são suficientes
Para não me sentir perdida.
E assim por aqui te deixo um feliz
fim de semana e um carinho de amiga.

Beijinho prateado
SOL

fadazul disse...

driblas palavras como que baila com elas, tanta intimidade... lindo, bjks

Dama de Cinzas disse...

Gosto do seu jeito de escrever! Beijos

Anónimo disse...

Interessante...o angulo que nos volta a pôr no lugar de onde partimos.é sempre agradavel respirar os teus textos.
Luisíndia Caetano.

Vera Márcia disse...

Dá vontade de ler e reler este texto de 360º.Adoro ter a oportunidade de sempre ler o PARADOXOS. É sempre uma surpresa visitar este blog e desfrutar dos seus textos. Bom fim de semana

David Monsores disse...

"Não me falte nunca a tua ausência"
Muito poético isso!
Achei muito bacana teu jeito de escrever! Fala das coisas de uma maneira muito delicada!
Abraço kra e parabéns pelo Blog!

anamarta disse...

Frnando
Que não te falte a inspiração para continuares a escrever assim!
beijos e bom fim e semana

Alice Matos disse...

Que nunca te falte a arte das palavras!

Um beijo...

EDUARDO disse...

SUZANA

Realmente não sigo métricas. Faço quilómetros de frases de forma solta...

Beijão métrico com rima branca :-)

EDUARDO disse...

TINTA AZUL

Tenho um pacto com as palavras, o impacto é todo nosso! :-) obrigado pelas paragens de 90 em 90 graus!

EDUARDO disse...

~PI

Espreito a realidade. A minha realidade. Não se ausente jamais este diálogo interior :-)

EDUARDO disse...

LUA PRATEADA

Obrigado pelo sábio manifesto!

Beijão em luar

EDUARDO disse...

FADAZUL

Adorei o "driblar as palavras" ainda não me tinham fintado essa :-)

EDUARDO disse...

DAMA DE CINZAS

Habita sempre na tua ausência um tempinho pra mim, obrigado!

Beijo meu, Dama!

OUTONO disse...

Ai de ti, que sucumbas...e não me avises...porque far-te-ei de imediato, pelo cargo de que estou investido....uma operação STOP, onde te mandarei para local seguro, e ficarás condenado a escrever a excelência da tua escrita!

Abração amigo!

EDUARDO disse...

LUISÍNDIA CAETANO

É o paladar salutar das palavras que tempero na minha cozinha, não me falte o fogão, nunca! :-)

EDUARDO disse...

VERA MÁRCIA

Quanto carinho, quanta consideração... Agradeço sinceramente amiga!

Volta-te sempre :-)

EDUARDO disse...

DAVID MONSORES

Envio-te 360 graus de ousadia e coragem pra moldar cada página da vida! Grato pela homenagem gentil, abraços!

Martha Barbosa disse...

Entrei no seu blog,o acaso me trouxe, e aqui fiquei.Pasma com tanta beleza. Seus textos, são de uma leveza e ao mesmo tempo tão forte.Adorei.
vou deixar meu endereço do meu blog, será um prazer receber você
marthacorreaonline.blogspot.com

EDUARDO disse...

ANAMARTA

Um GRANDE beijão sem falta, em ti!

Eduardo :-)

EDUARDO disse...

ALICE MATOS

Somos movidos por uma ânsia de ir além... Que nunca, jamais faltem horizontes...

Teu paradoxo :-)

EDUARDO disse...

OUTONO

Amigo gostei!
É preciso atrevimento pra tecer as palavras com uma ternura quase excessiva! Um abração poderoso!

EDUARDO disse...

MARTHA BARBOSA

Bela surpresa! Bem vinda, esta é a minha oficina, que tenta não ser escrava de nenhuma ideologia, nem mesmo de ideias com logia porque o que escrevo é ilogicamente ideal!

Ham? :-)

Obrigado pelo simpático depoimento!

Fragmentos Culturais disse...

... pois assim seja, Eduardo!

Há homens que têm mil fôlego, tais felinos!

Sensibilizada pelo poisar teu atento olhar em 'fragmentos'!

A 'autora'

Fragmentos Culturais disse...

...ah! 'paradoxos'! Sem dúvida!

carlos mojito disse...

obrigado pela visita,


gostei desse escrito...

(sou péssimo para comentar)

Oliver Pickwick disse...

Um texto metafórico e de linguagem irretocável, apesar do emprego do "piri-piri":)
Um abraço!

Capriccio disse...

E que nunca te falte a inspiração para escrever. Beijinho :)

varal experimental disse...

Adorei!!:)

Beijos

Oxyder disse...

que nunca te falta essa inspiração! e que nunca me falte tempo para ler os teus textos =P

45 abraços ;)

...VERONICA disse...

Agradecendo a visita!
*
Tb entrei e amei!
Vc escreve coisas supimpas!
*
Bjo

Ant disse...

Obrigada. :'$

Também gostei das tuas. :"]

cacharel disse...

Estes 360 graus de silêncio deixaram outros 360 graus de temperatura...;)

Texto fabuloso!! Adorei!!

E voltarei com certeza...

Beijos perfumados**

ContorNUS disse...

"exercício maternal de dar à luz 360 graus de silêncio"... EXCELENTE

(Un)Hapiness disse...

olá...obrigada pela visitinha :)

enquanto houver atrevimento para agir, haverá vida!:)

kiss

gostei!;)

Maria Flor disse...

Percebo que são 360 graus de profundidade...Não tem medo das palavras meu rapaz...E mais mergulhas de cabeça.Gosto de sua ousadia!

Maria

Justine disse...

Obrigada pela "voltinha" lá pelo jardim. Sabendo nós que é efémera, a vida é para celebrar dia a dia

O Árabe disse...

Numa palavra: fantástico!:) Abraço, boa semana.

Um Momento disse...

Fantástico...!
Saio em silêncio deixando votos de uma boa semana

(*)

Renata Cordeiro disse...

Adorei, desde o nome do blog, passando pelo post até chegar no extremo do blog como um todo.
Visite-me:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Um beijo poderoso,
Renata Cordeiro

Cöllyßry disse...

Vezes há que o silêncio é um bem precioso, gostei muito deste texto que é quase um grito em silêncio...

Doce meu beijo

Texto-Al disse...

ola edu

obg pelo comment no texto-al.

diz me uam coisa... em que ediçao do Mundo Universitario doi publicado o meu poema?

n encontrei no de 12 de maio...


ou foi so na net?

abraço

Tiago Nené

Texto-Al disse...

ja vi na ediçao em pdf.

aqui ao algarve n chegou o novo:P


abraço

Tiago

Filósofo disse...

"Não me falte nunca atrevimento e ousadia para cuspir palavras ásperas e incorrigíveis."
É isso aí meu velho, nunca falte!
"Entra no silêncio, longe dos outros, que as palavras se dirão depois da espera..."
Um abraço, e obrigado pela visita!

Bipede Implume disse...

"Que nunca te falte um poema na linha da frente do teu combate".
Poderosos 360º de silêncio.
Boa semana.
Abraço.

Betty Branco Martins disse...

querido___________Eduardo







.de









mansinho







para






não.assustar.o









silêncio________...








ma.ra.vi.lho.so!!!










beijO_____C____CarinhO

legivel disse...

... cruzes canhoto! Isso do funeral que venha o mais longe possível.. que detesto despedir-me dos amigos para sempre.

Um abração, pá!

Phwo disse...

"Não me falte nunca atrevimento e ousadia para cuspir palavras ásperas e incorrigíveis. Não me falte nunca um farol para me manter bem acordado, bem ancorado na realidade."
Como adivinhaste o meu lema? ;-)
Só assim consigo viver no meu país.
Obrigada pela tua visita e os meus parabéns (se não te importas) pelo teu blog.
Bj

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá Eduardo, excelente texto...
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

vero disse...

Olá Eduardo obrigada por tão simpaticas palavras!
O meu livro sairá ainda este ano, dentro de poucos meses se tudo correr bem... Ainda há tanto para contar... :) Beijinhos e volta sempre ao meu cantinho :)

Arnaldo Reis Trindade disse...

Se meu cometário é um poema, é graças o fato de eu me acostumar a ler o que tu escreves e estar a aprender contigo.

Abraços.

bekeflowerlee disse...

Oi!!!
Continuas mandando bem.

Beijão

un dress disse...

sim: próspero de palavras.

infinitas!

infinitamente!! :)






beijO

variedadesdofreitas disse...

Parabéns, escreves muito bem.

Abraços

*izil* disse...

Otimo seu blog, suas palavras
parabéns por suas escritas.

Margarida disse...

Nunca te falte a beleza e ritmo que transparecem as tuas palavras...
um beijinho

Lyra disse...

Viajo no tempo e no espaço, em silêncio, sentindo a emoção de cada palavra aqui lida e bebendo detalhadamente as lições de vida que essa viagem me dá.

Beijinhos e até breve.

;O)

Conceição Bernardino disse...

LANÇAMENTO DO LIVRO “SINAIS DO SILÊNCIO” – Rosa Maria Anselmo
Queridos Amigos (as)

"Sinais do Silêncio" está quase a nascer! A sua apresentação será feita no dia 7 de Junho, pelas 16 horas, no Diana Bar – Av. dos Banhos, Praia da Póvoa de Varzim. Será um privilégio ter a vossa companhia nesse dia.
A apresentação do Livro será feita pela poetisa Conceição Bernardino, e o prefácio da autoria de Alice Santos. Aqui fica um excerto desse mesmo prefácio:
"No segundo livro de Rosa Maria encontramos uma mulher muito mais liberta, onde a escrita e a paixão andam de mãos dadas, inseparáveis, qual par de amantes.
Surge uma Rosa que resolveu desabrochar e nos mostra a alma desnudada, sem pudor ou preconceito, sem receios, medos, falsos moralismos. Uma mulher mais atrevida nas palavras, com diálogos interditos, e, por isso, mais despida de si e vestida de candura, sedução e desejos.
A sua essência consegue conquistar o impossível pois, quem ler estes versos vai ser protagonista do encontro mágico entre o ser e o sentir.
A poesia entranha-se de mansinho na alma do leitor, entreabrindo a porta da imaginação e deixando-o transformar-se em tudo o que sempre sonhou e nunca ousou concretizar."
Espero por si.
Rosa Maria Anselmo


http://ocantodarosa.blogspot.com

email da autora – rosaafernandes@gmail.com

Obrigada Beijos – Conceição Bernardino

M. disse...

Che l' uomo il suo destin fugge di raro.


Vénia.

Inté

FL disse...

Ainda que o resto do texto não tivesse esse gosto denso intenso que você sabe que tem, só os "360 graus de silêncio" valiam a visita.

:)

Justine disse...

Fazer amor com as palavras é um modo muito poético de dizer que se gosta de escrever, que se ama a literatura.Muito belo, o teu texto do "jogo das 12 palavras"

elvira carvalho disse...

Enquanto espera... eu invado o seu silêncio e dou-lhe os parabéns por este belo texto.
Um abraço e bom feriado.

miruii disse...

Obrigado pela visita, amigo.
Eu voo mais do que canto, mas gosto de serenatas, pois claro. Daí a minha participação no Eremitério.
Belas palavras as tuas, do post abaixo, principalmente.
Força de palavras e criatividade que aprecio.
Piquei.
Fuiiiiii!

EDUARDO disse...

Que nunca nos faça falta a falta uns dos outros e que a amizade possa ser sempre uma presença familiar...



Obrigado a todos pelos 360 graus de afecto e estima :-)

Renata Cordeiro disse...

Lindo!
Postei um agradecimento a todos os que visitam o meu blog:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com/
não há ponto depois de www
Um beijo,
Renata Maria Parreira Cordeiro

Auréola Branca disse...

Enquanto espero... Sinto aqui meu olhar dar voltas em seu mundo. Mas, antes que amanheça, quero olhar-te novamente, viu?

Mr. Fart disse...

Rapaz, que coisa magnífica! Agora que descobri seu blogue, não largo mais.
Grande abraço!

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,