domingo, 4 de outubro de 2009

360 graus de poesia
Não posso escrever poemas apenas com poesia. Poesia são sonos que vou dormir com o tempo que me resta até ser hoje. É poesia chegar ao fim do copo às vezes sem beber uma única palavra. Acrescentar mais uma hora à eternidade e entornar à tona da tua boca todos os desejos que sorvo quando não escrevo por ser de silêncio o tempo que te basta para ser feliz. São poesia corpos de água que peço ao céu para te embriagar com doses de esquecimento. São poesia sons que me ensurdescem pela garganta abaixo. Arcos de quem flecha uma janela no meio dum coração em pé de aços. Aguarelas de chuva que se fazem eco caindo em catadupla de duas gotas.
São poesia dardos em direcção ao oeste este incêndio à flor da pele este barco estes remos contra a maré estas asas este voo enevoado estes dedos de beliscar as estrelas depois das palavras. São poesia céus para voar transformados em obstáculo. Pontos cardeais que não chegam a nenhum poente. Caminhos de andar desmorteado entre o norte e o luar. Enxadas que descascam a paisagem. Sinais de fumo que nos atravessam em procissão poesia as fracturas de luz e traços de alegria e cores de azul. São de prosa as rosas do vento que nos revela até onde é infinito o sono que vamos levando aos poucos.
São de prosa.
A cama electrodoméstico de fazer metáforas quando a noite se enche de alma. A bússola que não me cura deste jeito imundo de apedrejar as palavras. O almoço que fica mais pequeno quando retiro metade para servir de jantar. O lavatório sujo de manhãs por esfregar. O pão duro matinal fora do alcance dos dentes. Os cigarros que perfumo como incenso. Doesse tudo isso como uma imperceptível bofetada de amor inscrita na face. Sou eu beijo ou inspiração boca a boca ao último verso. És tu a enlousquecer pouco a pouco horas acrescentadas no colo da eternidade. Somos nós corpo a corpo salpicados com um tiro de imaginação em papel de embrulhar sonhos.
Não posso escrever poemas apenas com poesia. Um dia não se cura de uma ferida para a outra e apenas saudade não basta para te esconder da minha ausência.

43 comentários:

praia da lua disse...

D E S L U M B R A N T E !!!

de todos os teus escritos excelentes este é, sem dúvida, excepcional...as metáforas de (a)mar e voar têm aquela intensidade que nos toca e nosd faz viajar, existencialmente...

Edu, ainda hj tinha ido ao blogroll ver se tinhas escrito mas ainda bem que sim, que aqui estás, áfrica power, mano!!!hehehe

bj grnd luz e paz

Graça disse...

São de poesia... são de prosa... são de ti, estas palavras. A tua escrita nunca cansa. É bela, simplesmente.


Beijo tão nosso, querido Eduardo, na maior das saudades.

Papoila disse...

São palavras sentidas ou sentimentos em palavras

:)

beibe disse...

maravilha edu!!!

http://iilogicowall.blogspot.com/

Shakti disse...

belas metáforas utilizadas...adorei ler...já tinha saudades !!!!

bj

Lara Amaral disse...

"A cama electrodoméstico de fazer metáforas quando a noite se enche de alma".
Aqui, perco o fôlego. Simplesmente lindo o que tu escreves.
Beijos.

Juh disse...

"Somos nós corpo a corpo salpicados com um tiro de imaginação em papel de embrulhar sonhos." Incrivél, parabéns...
bjus

Sonia Schmorantz disse...

Um texto tão bonito quanto o papel de embrulhar sonhos de amor...
abraço

Luis Gomes disse...

Belíssimo!!! Muito interessante que suscita reflexão sobre a poética nos corações. Boa semana.

Val Du disse...

Heduardo

Ainda bem que o tempo não lhe rouba a inspiração.

Um grande beijo.

. intemporal . paulo . disse...

. de estarrecer .

. porque não posso ler.TE com outros olhos que não os teus .

. porque deles o sílabar é conversa de dentro .

. parabéns .

. um abraço .

Justine disse...

Mas tu não escreves poemas apenas com poesia: escreve-los com murmúrios, e gritos, e ardores, e arrojos, e núvens e vida.Com premências e com vertigens.Com sangue, perplexidades e insolências. E é verdade, eu sei que a saudade não chega para esconder uma ausência.
Um abraço

Caçadora de Emoções disse...

Meu Ilusionista de Palavras,

Divino...
O teu jeito muito peculiar de transmitir emoções!..

Abraços com afecto e um sorriso de Outono :)

Pena disse...

Admirável e Notável Amigo:
"...São poesia corpos de água que peço ao céu para te embriagar com doses de esquecimento. São poesia sons que me ensurdescem pela garganta abaixo. Arcos de quem flecha uma janela no meio dum coração em pé de aços. Aguarelas de chuva que se fazem eco caindo em catadupla de duas gotas..."

"Isto" é extraordinário de talento, beleza e uma "explosão" fabulosa sem igual.
Parabéns sinceros. Sublime e Divinal. Perfeito numa pessoa perfeita.
Agradeço a sua amabilidade e simpatia que retribuo maravilhado.
Abraço, daqueles fortes de imenso respeito e admiração pela sua sensibilidade literária fabulosa.
Repleto de espanto e incredulidade mágica em tudo o que faz com brio e talento.
Cordial e simpaticamente.

pena

Fantástico.
Bem-Haja, amigo sensacional.
MUITO OBRIGADO!

Maria, Simplesmente disse...

Como sempre... o jogo de palavras resultou num grande poema. Gostei.
Abraço
Maria

Mar Arável disse...

Soberbo

poeta

alertageral disse...

Sergio Partiu.

Pedro

Cosmunicando disse...

como é bom voltar aqui e te ler...
beijos

SAM disse...

E leio sempre estes textos que causam êxtase, tamanha força em cada palavra.


Um beijo, Edu!

Graça disse...

Um beijo para o teu fim de semana, querido Eduardo.

* Jacklyne disse...

Um belo e perfeito texto!

Poemas e Cotidiano disse...

Meu querido Hedu!
O que dizer quando chego aqui?
Que meu coracao passa a bater mais depressa, acelerado pela adrenalina de suas palavras.
Meu amigo...fico assim de boca aberta, e maravilhada.
AMO SEUS TEXTOS! Poderia ficar aqui falando de cada linha (e ainda volto!)...
Coloquei uma frase no meu blog. Ela esta entre flores amarelas, minha cor preferida de flor...
Voce eh sempre um destaque.
Um beijo carinhoso dessa que te adora!
MARY

carmen disse...

Eduardo,
Dizer que és um poeta não é novo. Dizer que tens um coração sensível e amoroso também não. Mas todas essa palavras saõ ditas com tanto sentimento, que certamente entenderás o que te digo.
As tuas palavras foram muito para mim, encheram-me de emoção meu coração tão esvaziado ultimamente.
Bjs de além mar....
Carmen

Idaldina Martins Dias disse...

Edu, como é bom ler o que escreve! Você já faz parte da minha família, visito-o mais do que a muitos que me são mais próximos, por isso vou tratar-te por TU. Agora, mais à vontade para te dizer que és um génio da escrita, és um génio a transmitir emoções e sentimentos. A minha respiração fica presa quando leio e releio as tuas poesias-prosas. Respirar perturba a leitura dos teus textos pois apetece sorvê-los de um só trago. Queria que cada palavra ficasse gravada na minha cabeça como fica no meu coração. Continuarei a visitar o teu blog pois consegues encher a minha alma com as tuas palavras. Peço-te desculpa pela ousadia deste tratamento sem cerimónia mas o sangue africano faz de nós parentes.
Muito obrigada pelos momentos que me proporcionas. Dá a tua mãe um grande beijo pelo filho maravilhoso que tem.
Beijos de ternura
Idaldina

ÞrincessFaßiana disse...

As tuas palavras saiem de ti como se de ar se tratasse, e envolves as mais belas metáforas em papel bonito, que dá vontade de te ficar a ler a vida inteira ... voltei com vontade de beber dos teus escritos e aqui estou eu ..
Beijokas grandes da Fabi ***

Isabel Branco disse...

Sublime...

Tenho um abraço para te dar, que te espera no Nova Pangeia.

Um beijinho.

Maria Clarinda disse...

Fascinante!!!
Adorei, li , reli e voltarei para ler de novo!
Jinhos mil

Luciana disse...

Lindoooooooooo(Com vergonha dos meus textos rs)
Parabéns viu,escreve muito bem!
Mais falando em meus textos,me desculpe a burrice(rs)não entendi o seu comentário(?),quer dizer,foi mesmo o q eu entendi?da coincidência "dela" estar passando por isso agora?(pq sou eu)é isso?muito burra né?rs)ou vc esta passando por uma situação assim e essa é a coincidência?

Beijos

Lmatta disse...

gosto da tua poesia sem ser
beijos

Thalita Carvalho disse...

ual... não tenho palavras, sensacional! Parabéns!Já estou seguindo seu blog!! bjs

Pena disse...

Admirável Amigo:
Apenas, passo para lhe lembrar que o Prémio Nobel está há espera?
Só pode perante tanta beleza. Criatividade e talento.
Parabéns sinceros.
Abraço forte de amizade que jamais esquecerei ou omitirei de mim.
Sempre a admirá-lo pela sua imensa significação divinal dos seus sentimentos e pensamentos notáveis.

pena

Bem-Haja, amigo genial!

Anabela disse...

Como se tivesses dormido a noite velada acordas com o matiz do laço de amarrar cortinas removidas há muito. Um belo inútil pendurado nos vidros irrevelados delatam-te a poesia a uma prosa que teima em indormir no aconchego do meio vazio de um copo de onde te fugiram as palavras nocturnas. No meio cheio das metáforas de fazer prosa dorme a poesia que ainda está por acordar aos tiros.

Um beijo

varal experimental disse...

Lindo!

Bjusss

Poesias e Canções disse...

A maior parte da minha poesia é a ausência das palavras ,um silêncio para outros ,porém uma voz que parece nunca calar-se dentro de mim...é um turbilhão de pensamentos...alguns organizados ,pensados de modo mediculoso e cuidadoso ,outros pura nuvens passageiras ,outras com sabor e cheiro de algodão doce ou cheiro da chuva quando cai sobre a terra,alguns puro vento ...brisa suave que refrigera ,tempestade,ventania,rodamoinho,ou pura relva...minha poesia ...ah minha poesia...será que ela realmente existe?Ou será um surto meu ,sentimentos frustrados ,engolidos ,engasgados que tento libertar ao mesmo tempo que sufoco com medo de perder aquilo que considero minha razão prá viver...porque tenho medo de descobrir que não é...É isso que tua poesia me fez...
Fez-me abafar mais um pouco como descrevestes ao invés de desabafar!
Coisas de um verdadeiro poeta como és...falas por nós enquanto tentamos nos entender ou explicar

direitinho disse...

Venho agradecer-te a visita
Gostei do que li aqui.
Sabes usar e gosar com as palavras e as frases.
Se queres dá uma olhada - Sonhos -
http://vony-ferreira.blogspot.com/
Existe um paralelo entre vós ?

katie. disse...

"Um dia não se cura de uma ferida para a outra e apenas saudade não basta para te esconder da minha ausência."

Muito bonito... sem palavras.
Bem-vindo ao meu blog, aparece quando quiseres e sente-te livre para seguires :)
eu já sigo o teu...
beijinho

Anónimo disse...

Sinais de fumo que se desencontram da palavra para prosar, além das fracturas do infinito, um beijo da tua alma à poesia que nos dás

OUTONO disse...

Comentar...o que não se pode comentar...A palavra está lá toda revestida d'alma e insensos rio, navegáveis, só pela tua pena.

Parabéns. Um abraço!

Adriano C. Tardoque disse...

Escrever poesias com a dor, com a vontade, com a voz, sem a palavra. A poesia, mais do que poesia é improviso. É brincar com a língua, sem a língua. È falar da fala, sem falar.

Paulo D'Auria disse...

Lindo texto!
Imagens de poesia extrema como: "lavatório sujo de manhãs"!

Parabéns!

PS: Obrigado pela vista aos Poetas do Tietê! Muito bom conhecer este espaço também!

Grande abraço,
Paulo DAuria

Anónimo disse...

Heduardo
Fantástico, consegues sempre surpreender!
Gostei tanto que gostaria de ler as tuas palavras no lançamento do meu livro, no dia 7 de Novembro. Diz-me por favor o teu 1º e último nome porque quero dizer de quem li estas palavras tão belas.
Um abraço Graça Magalhães (namemoriadospassaros.blogspot.com)

Graça Magalhães disse...

Eduardo

O lançamento do livro foi lindo, correu muito bem. Hoje estiveste nas palavras, chamei-te com o teu nome, reencontrei-me na tua inspiração, falei de paradoXos para consultar na internet e, entre aspas, fui sussurrando o que me dizes e eu sinto ser a poesia...Brevemente, publico no meu blogue o texto que li, fotos, e mais...Vai passando! Obrigada pelos teus comentários.
Beijo.
Graça Magalhães

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,