quarta-feira, 17 de março de 2010

Afiar cigarros com os lábios.
Deixar queimar o tempo até ao filtro.
Apenas hoje.
Hoje que ainda não somos memória.
Nem totalmente poema!

22 comentários:

Sonhadora disse...

Lindo texto, diz muito nas entrelinhas...gostei.

Beijinhos
Sonhadora

Justine disse...

Se for apenas hoje...tudo bem!Porque amanhã serás poema!
Abracinhos

FERNANDINHA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDO EDUARDO, ADOREI O POEMA O QUE ESTÁ ESCRITO E O QUE FALTA ESCREVER... ABRAÇOS DE AMIZADE E CARINHO,
FERNANDINHA

Maria Dias disse...

Oi!Ver um cigarro assim e ainda com esta escrita é tão poético e criativo viu?rs...Gosto do Hálito dos q falam perto de mim com cheiro do tabaco...Gosto do beijo com este sabor mas cigarro faz tanto mal(pena).

Beijo!

ParadoXos disse...

O último Março de tabaco no bolso.
A mão a tentar Abril os olhos enquanto desmaio sonos...










per. fuma-me.

Rúbida Rosa disse...

Amo a densidade das tuas metáforas.

direitinho disse...

Não quero nem suporto o perfume do cigarro.
Esse podre cheira a vícios descontrolados morrendo na vontade de ser gente.
Rouba a vida e os melhores pensamentos do homem. Queima-os....

Fê-blue bird disse...

Que comentário iguala a sua capacidade criativa!
Só sei...que gostei deste cigarro!
Um beijinho

ampulhetas disse...

e ..... os cigarros apagados não apagam o fumo neles pensado ...

um bijo
afiar os lábios .. excelente!

teresa

Ribeiro Pedreira disse...

versos densos, poema que é.

brisa de praia disse...

cof cof tossindo com o cheiro a tabaco por aqui hehe

Pena disse...

Estimado e Brilhante Amigo:
VOCÊ tem pensamentos admiráveis. Fabulosos que transcendem pela magia bela do maravilhar. Deslumbrar de magia literária fabulosa.
Abraço amigo ao seu génio imenso.

pena


É um Ser Humano de eleição.
Cativa e encanta.
Bem-Haja, precioso amigo de enorme dimensão pessoal e humana.

Nydia Bonetti disse...

Queimar o tempo
todo dia.
Até o fim dos tempos
dos dias...

Que beleza tua poesia. Abraços

Lara Amaral disse...

Hoje somos a pausa entre ideia e poesia.

Bons escritos.

Beijo.

Gislãne disse...

e o amanhã?
sorry havia esquecido-me: "Apenas hoje"
:)

Margarida Fernandes disse...

Impossível, para mim, perfumar um cigarro.
Detesto o cheiro e o sabor mas...bonito texto.

Beijinhos

Lilá(s) disse...

Lindo,gostei do que está escrito...
Bjs

Poemas e Cotidiano disse...

Quantas ideias voce tem meu amigo! Sua cabecinha eh uma cidade...povoada de grandes e lindos sonhos e recheadas com palavras.
Um beijo carinhoso
MARY

Anabela disse...

Entre a memória e o poema há dois milímetros de realidade onde cabe a distância de um universo inteiro

bom fim de semana Eduardo

Mundo Mundança disse...

...

Talles azigon disse...

hoje não somos poemas

imagem

poema

arte é poetizar o mundo

te seguindo

Gavine Rubro disse...

... porque os poemas que não são nem futuro nem presente são folhas em branco e acções a fluir.

Belo poema,

mastigo a sua poesia lentamente para digeri-la ainda mais,

abraço,
Gavine Rubro
www.celularubra.blogspot.com