sábado, 28 de agosto de 2010

16 comentários:

Maria disse...

Não ouvi...
:)))))

Cosmunicando disse...

há de existir essa alameda pontilhada com teus poemas-objetos espalhados a cada metro, e árvores que observem o sorriso dos passantes-leitores :)
beijo

ParadoXos disse...

Há quantos sonhos te ch.amei?

tonhOliveira disse...



A ch.ama.da paixão!

Erica Ferro disse...

Todos os meus amores eram surdos.

Mgomes - Santa Cruz disse...

Olá Amigo: Lindo ainda não percebi como tu escreves esses sonhos em pequenos retalhos.
um abraço
Santa Cruz

Tania regina Contreiras disse...

Um trabalho belíssimo....Não me canso de admirá-lo...
Beijos

Carmo disse...

Muito belo e profundo.
Boa semana
Beijo

Canteiro Pessoal disse...

Paradoxos, seu pouso que é do céu.

A propósito, que belo florir é teu cantinho, sinto cheiro de primavera. Com certeza voltarei e volte sempre ao jardim.

Abraços

Priscila Cáliga

Imagem e Poesia disse...

Que coisa mais linda... Adorei te ler.
Beijinhos
Ceiça

ღPat.ღ disse...

E continues ch.amando...
É linda e inspiradora tuas palavras, imagens... tudo!

Adoro imenso.
Beijos.

Poemas e Cotidiano disse...

"Para bordar seus gestos em mim"...muito lindo isso Edu! Adorei!!!!!!!!!
Beijos carinhosos
Mary

snagay disse...

Hello,

good to be here, and visit through your good job of your nice site.

more over I have linked your site, could you link me back?

this is my site:
http://www.khmergay.net/

I do hope you would not mind to exchange link with me

best regards,
Khmergay.net

ana margarida cristo disse...

maravilhoso...

Anónimo disse...

kiesse (keres)levar na peida????

Gavine Rubro disse...

genial.

adorei a sua poesia visual.
belo recanto poético.

Vou continuar a explorar este lago de relíquias tão raras.

Agradeço o comentário de há longa data (http://texto-al.blogspot.com/2010/06/laconismos-poema-inedito-de-gavine.html)

uma vénia poeta imagético,

Gavine Rubro
www.celularubra.blogspot.com