domingo, 26 de fevereiro de 2012

6 comentários:

Rasgos de Insanidade disse...

Com o fumo das palavras incendiar o pensamento.

:)


Obrigada pela partilha!

... disse...

e se incendiassemos as frases acordavamos os silêncios?

Graça disse...

Tu és o incêndio :)

Beijo nosso, querido Edu.

Justine disse...

Para que eles acordem!
Abracinhos

Pauwinha disse...

Gostei muito! Dá a ideia do que fica por dizer quando sabemos que algo mais forte não nos dá essa liberdade. Na minha interpretação pelo menos. Talvez eles (incêndios)acordassem se as frases fossem gritadas. Melhor deixá-los sossegados.

Adriano C. Tardoque disse...

Fisgar calma, onde se lê as alma.