terça-feira, 8 de maio de 2012

5 comentários:

Célia Rangel disse...

Mastigar e deglutí-lo...
Abraço, Célia.

Areia às Ondas disse...

O elegante sabor das palavras, a tónica no imprevisto, como sempre. bjs

Justine disse...

...,minuto a minuto! às vezes é doce, outras muito, muito amargo!
Um beijo carinhoso, miúdo:-))))

OUTONO disse...

...e olhar o poema a soletrar vontades...LINDO!

mar disse...

mastigar letra a letra... nem sempre se consegue... há pedaços amargos.
profundo como sempre. diferente como sempre.