sábado, 21 de maio de 2011

Pétala de pedra


24 comentários:

Adriano C. Tardoque disse...

A sensação do inteiro está diretamente ligada a nossa capacidade de ser parte. Disse o escritor brasileiro Gregório de Mato,
"O todo sem a parte não é todo. A parte sem o todo não é parte."
Belo!
Tens a mais bela poesia visual da qual sinto a "boa inveja", que me faz crer na saúde do amor dos versos vistos.

E. L. disse...

Criatividade!

Daniel Savio disse...

Infelizmente, nem quando desejamos fortemente somos sem fissuras...

Fique com Deus, menino ParadoXos.
Um abraço.

Nanda Assis disse...

lindas suas imagens e a mensagem q elas passam, mais ainda prefiro qndo vc começa a escrever e vai escrevendo escrevendo e sai aqueles textos enormes, cheio de ensinamentos, sentimentos e tudo o mais, que servem como guincho pra quem le.

bjos...

otário disse...

eu acho que, acima, onde rasuras a palavra 'paradoxo' cria muita confusão.. porque o meu olhar dirigiu-se para ali, quando deveria ter contemplado a figura em geral.

Priscila Mondschein disse...

Adorei os teus "fotopoemas"... até salvei umas fotos para mim, se me permite, com os devidos créditos, claro ;)

Beijo!

Blood Tears disse...

Por mais inteiros que queiramos ser, há sempre fissuras....

Lido!

Kiss**

Justine disse...

Assim são os homens honrados!

Tania regina Contreiras disse...

Amo isso aqui, sabia???

Beijos,

Anónimo disse...

Se guardassem todos os versos, esquecidos nas gavetas, amarrotados nos bolsos e prensados em micro-cartões, daria para fazer uma manta para abrigar o mundo todo debaixo das palavras.

Um beijo

Tatiana Moreira disse...

Juntando os versos vamos lendo a vida em poesias, sonetos, poemas e encantos...

Um abraço carinhoso

Gislãne disse...

Suas mensagens sempre linda e tocantes, as imagens lindissimas!

:)

O homem e a mente disse...

Que criatividade continua assim amigo.

OutrosEncantos disse...

"versos por todos os lados"
"... uma manta enorme que cobrisse todo o mundo"...

poder-lhe-iamos chamar "coração"..., mesmo que fragmentado, sangrado, sofrido, porque curiosamente é assim que ele se engrandece...:)

beijoooo :)) e saudade!

... disse...

tal como a vida.
é um retrato recortado ...

***Parole*** disse...

Intrigante, dá o que pensar... pensei em várias situações, quase todas ruins, mas cheguei a uma conclusão que achei boa... que assim "articulados" nos adaptamos melhor as situações que exigem maior jogo de cintura, mas evidentemente que eu possa estar errada.

Beijos.

Anónimo disse...

Paradoxos, é como o concavo e o convexo ambos de costas voltadas. As pedras partidas podem refletir um coração apaixonado partido, mas que ganham uma nova vida cada pedaço da pedra. Esperando que uma nova vida lhes seja dado. Um pedaço de pedra parece um eu separado dos outros seus iguais.
O autor depois de partida a pedra, que parece que esta fica sem sentido, mas ganha uma nova existencia.

Anónimo disse...

... uma nova vida ANESTESIADA .

Cada um é inteiro na sua incompletude

Pena disse...

Genial Amigo:
Tem um talento ímpar e extraordinário.
Bem-Haja, pelo que cria de fascínio.
É sublime.
Abraço amigo de respeito imenso pelo que concebe de maravilhar.
Sempre a admirar o que é e o que faz de forma gigantesca.

pena

É notável.
Bem-Haja, pela sua significação literária enorme.
Adorei.

RAVI BRASIL disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ღPat. Rochaღ disse...

Venho deixar um beijo...


_O comentário de cima apaguei porque é um blog que fiz para um amigo e eu o atualizo de vez em quando para ele._ entrei logada com erro, desculpe. Pat.

Virgínia do Carmo disse...

Tudo belíssimo.

Um abraço

Janaína de Souza Roberto disse...

Há versos por todos os lados, há versos em tudo o que eu vejo!

Ao ler o seu post me lembrei da música "Flores" interpretada pelos Titãs e Marisa Monte.
Gostei!

jardinsdeLaura disse...

Verso inteiro partido em mil bocados... de alguém! Será de mim tb?! Gosto tanto que me dá p'ra isto! Que querem são coisas de Laura! ;)